Skip to main content
uma app mobile

 

Hoje com o mundo virado para os smartphones,tablets smart bands e outros equipamentos cada vez mais falamos de aplicações mobile.

Estas poderá permitir consultar e interagir com os nossos sistemas internos.

 

Um dos exemplos de uso que todos conhecemos são os técnicos dos operadores  das telecomunicações, que em vez de registarem a intervenção em nossa casa em papel passaram a faze-lo num smartphone ou tablet.

 

Já pensaram o que implicou esta mudança?

 

Implicou uma mudança de mentalidade, formação da equipa técnica e formação da equipa administrativa, que anteriormente recebia os dados em papel e teria de lançar em sistema, passa agora a verificar a informação e em alguns casos a autorizar ou validar a mesma.

 

Numa analise rápida passamos a ter a informação sincronizada, sem necessidade de manualmente alguém inserir em sistema ou verificar o que foi escrito há mão.

Conseguimos acompanhar melhor as ações do técnico, quer dando-lhe informação rápida e de fácil acesso para que possa prosseguir com mais exatidão a sua tarefa, quer para analisarmos posteriormente índices de performance (quanto tempo demorou, em que zonas são as avarias mais frequentes , etc. ..).

 

Existem enumeras funcionalidades que podem estar disponíveis nas aplicações, e muitas delas recorrem ao hardware do equipamento,  a camara muitas vezes usada para registar pormenores ou a leitura de QrCodes para realizar pagamentos, o GPS usado tantas vezes não só para auxiliar a chegar a algum lugar mas também a marcar pontos geográficos de interesse, o NFC usado para pagamentos em regime de contacless entre outros sensores que podem ser explorados.

 

Podemos ainda transportar informação para a aplicação e levar essa mesma em modo offline, assim mesmo num lugar sem internet conseguiremos executar as mesmas funções,  e posteriormente quando chegamos a um lugar com internet este sincroniza as alterações de forma automática.

 

E ainda podemos criar todo uma interface amigável para que o utilizador rapidamente tenha na mão toda a informação para executar a sua função, porque no fim é disso que se trata: 

 

Uma app concebida para auxiliar, deve ter por base toda a informação necessária para que o utilizador possa trabalhar de forma rápida e simpática.